segunda-feira, 4 de agosto de 2014

[Resenha #20] O Colecionador De Borboletas.


Autora: Cecília Mouta
Editora: Novo Século
Nº Páginas: 255
Avaliação: 5/5


Sinopse:
Você sabe qual a verdade sobre o efeito borboleta? Nicola é um pesquisador e colecionador de borboletas que perdeu a memória. Durante sua recuperação, com a ajuda de uma psiquiatra, descobre que possui o poder de voltar ao passado e modificá-lo, e também que era apaixonado por uma garota chamada Joana, que aparece repetidas vezes em meio à suas confusas visões. Pior que uma lembrança morta, é uma lembrança que insiste em ressurgir. E Nicola terá que seguir o fio de suas vagas recordações para desvendar até que ponto alterou seu passado. Porém, este colecionador ainda não tem consciência do quanto o efeito borboleta pode ter afetado seu próprio destino.








Mais uma prova da qualidade de nossa literatura, um livro extremamente envolvente, desde do primeiro capitulo você se encontra preso na estória, não é aquele tipo de livro que tem uma estória maçante, cansativa, é um livro que se passa através de lembranças, como diz na sinopse:

 ‘’ Pior que uma lembrança morta é uma lembrança que insiste em ressurgir’‘


O Livro conta a estória de Nicola,  um pesquisador e colecionador de borboletas, ele acabou perdendo a memória, e ele fica internado e com a ajuda de Liz vai tentando recuperar  sua memoria, mas nem sempre isto é bom pois em meio a esta recuperação muitas vezes ele lembra de Joana, uma memoria que insiste em reaparecer mesmo muitas das vezes ele não querendo. Nicola tinha o poder de voltar ao passado e modificar seu futuro, mas isto lhe acarretou muito problemas.

O livro me surpreendeu em varias partes, uma estória que foi muito bem desenvolvida o livro tem o romance mas não fica apenas no romance ele tem alguns fatos que deixa a estória bem interessante, que cativa o leitor a terminar o livro, ou seja um livro bem moderado e gostoso de ler.


[..]‘’ O que seria de vocês, borboletas, se as mudanças não fossem essenciais?Então sorri. ‘‘ Ainda seriam lagartas, não é? Jamais saberia a sensação de liberdade que essas asas lhe dão.’’Uma outra borboleta voou pelo jardim.‘‘ É ai que me pergunto: é melhor ter uma vida curta, mas livre e intensa como a de vocês: ou viver muito mas em uma rotina sufocante? ’’Olhei para a borboleta ao meu dedo. ‘‘Acho que vocês estão  em vantagem.’’Dei um suspiroEu comecei a mudar hoje. Não sei se isso vai parar minhas lembranças, mas vale a pena tentar.Estou sentindo algo de bom, sabe ? Algo de novo.’‘ [...]Pag 103

Um livro que por minha parte eu recomendo, é um livro que ira te prender, um livro que também nos traz algumas lições de moral, eu vou parando por aqui, espero que vocês leiam e aprovem.  

4 comentários:

  1. Tenho um amigo que quase todos os dias me fala muito bem desse livro! haha Eu fiquei super curiosa pra ler! Vocês tem opiniões parecidas... Quero ler o mais rápido possível, não gosto de livros que de cara a gente já sabe o fim! Adoro esse tipo que me deixa curiosa, eu leio até mais rápido só pra saber o final \o/. Adorei sua resenha! Bjos

    ResponderExcluir
  2. Olá tudo bom? Eu havia passado por este livro na livraria, porém, eu acabei passando despercebido por ele, por que pensei que fosse O Colecionador do John Fawles, por ambos terem borboleta em sua capa e que era um livro que eu já tenho. Agora, sabendo que são livros distintos, vou dar uma chance para ele rsrs.
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Vinicius...
    Nossa, o livro parece muito bom.
    Parabens pelo seu blog.
    Equipe Livrofagia.
    http://livrofagia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Hey Vinicius, ele é uma das minhas leituras nacionais que tenho, eu gostei bastante dele, e a escritora sem falar que é um amor de pessoa.

    Beijos~
    intoxicadosporlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir